sábado, 4 de outubro de 2014

Fora e dentro da urna

O grito da vez, nas eleições, se tornou paradoxalmente político. Fora com a oposição, nada de propostas, sem conversas, nenhum diálogo.

Infelizmente, fora é o lugar onde se lança o divergente – e imprestável.

Fora é a cerca em volta do incômodo, é o muro de Berlim da consciência, o campo de concentração do diferente.

Fora é o lugar de onde, com muitos esforços, tentamos resfolegar ações pra entender porque um país como o Brasil tem que andar – depois de anos de redemocratização – às custas de pão e circo.

Fora é onde a gente se sente, e se vê obrigado a sentar a ver bate-bocas sem sentido apelidados de debate.

Outro deboche eleitoreiro, que estuda a tática da hora pra subir nas pesquisas.

Enfim, fora da urna parece que tudo é permitido, tudo é desmentido.

Mas é dentro, e sempre de dentro, que tudo muda.

Desculpem-me a franqueza, mas chega de fora.

Quem quiser mudança, que faça de seu voto sua consciência entregue ao Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! Ele é um meio de você contribuir com este blog e uma avaliação muito importante pra mim.

Comentários com conteúdo ofensivo, que não estejam relacionados com o post ou que peçam parceria não serão publicados. Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados.

Fique na paz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...