segunda-feira, 9 de abril de 2012

Em silêncio












          Falta apenas um minuto
          para a recontagem das horas
          pouco tempo para o novo dia.
          Ele começa escuro, frio
          e com um silêncio quase ensurdecedor.
          Mas é nesta circunstância que minh’alma descansa
          não em meu leito, mas completamente,
          e os meus olhos se fecham sem se vencer pelo sono,
          sonhando as palavras que rompem o silêncio.
          E em meio ao frio sou envolvido totalmente,
          no momento em que a mente encontra o coração.
          Nos olhos nasce o rio
          que derrama o suspiro mais profundo de amor,
          e os lábios se esforçam ao máximo no sorriso mais sincero.
          O calor invade o corpo, acelerando a pulsação,
          ao tempo em que as palavras são ditas mais intensamente,
          apesar de não poderem dizer tudo o que quero.
          Se dirigem ao lugar onde sonhar é mais que real,
          é infinitamente além do impossível.
          Onde o refúgio e o abrigo são inabaláveis.
          Onde o amor e a paz são sempiternos.
          Onde a fé e a razão são unicamente a oração.
          Neste instante descubro a mais linda das verdades:
          Deus está comigo.

João Pessoa – PB,
de 04 para 05 de outubro de 2001.

Deus nos abençoe no amor de Cristo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...