terça-feira, 20 de abril de 2010

Cansaço é desculpa para indiferença?

Um dos males que mais atingem a nossa geração é o constante cansaço. Palavras como stress, estafa e fadiga simplesmente não saem mais do nosso vocabulário. A novidade é que existem crentes achando que esta é uma experiência inédita do homem moderno, e que o cristianismo hoje tem que se adaptar e “pegar mais leve”.

Dentre vários episódios da vida de Jesus, gostaria de citar um que comprova o erro de pensar assim. Todos nós lembramos da ocasião em que Jesus acalmou uma tempestade, correto? “E Jesus estava na popa, dormindo sobre o travesseiro”, nos diz Marcos (Mc 4.38a). Vemos nosso Senhor Jesus dormindo na popa do barco. “Mas que sono é esse?!”, a gente pergunta. Como Jesus pôde dormir em meio a uma tempestade? Já pensou nisso? Notemos que Jesus estivera o dia inteiro ocupado em pregações para uma multidão – Mc 4.1, sem microfone! – e “sendo já tarde” (Mc 4.35) não é de admirar que seu corpo humano precisasse de descanso, como qualquer um de nós!

Mas este sono de Jesus nos ensina uma verdade sutil e preciosa. Ensina-nos que o cansaço não é desculpa para a indiferença! Se não, vejamos.

O sono de Jesus demonstra um cansaço que não permitiu a indiferença. Ao contrário do que parece, Jesus não foi à popa do barco se escondendo pra tirar um cochilo. Não pôs nenhuma placa dizendo: “Não perturbe!”. Mesmo muito cansado, ele decidiu atender a seus discípulos, e isso da melhor maneira. Não espichando um olho e, deitado, mandando tudo parar. Mas, pondo-se de pé e mostrando um profundo interesse por ensiná-los.

Desta forma, aprendemos com Jesus que o cristão é um servo, acima de tudo! Ele demonstra isso, sendo “incansável” no fazer o bem. “E agora vou deixar que os outros ‘me façam de escravo’ é?”, surge a pergunta. Não, claro. O cristão deve cuidar de si mesmo, mas não em detrimento do seu irmão. Lembremos da figura do corpo de Cristo, onde ninguém vive em função de si mesmo, mas da Igreja como um todo. Nossa missão é servir! Paulo nos diz: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra (interesse, serviço) uns aos outros” (Rm 12.10).

Por fim, aprendemos que Jesus é perfeitamente capaz de compreender nosso cansaço. Ele é o Sumo Sacerdote que foi provado em todas as coisas (Hb 4:15). J. C. Ryle diz que “Ele é precisamente o Salvador que homens e mulheres, com corpos cansados e cabeças doloridas, em um mundo cansativo, necessitam para seu conforto”. Só quem provou o que passamos pode nos oferecer alívio perfeito. E como Ele quer nos dar isso!

Então, vamos buscar forças aos pés de Cristo para continuar amando e servindo. Cansados, muitas vezes. Indiferentes, nunca!

Deus nos abençoe no amor de Cristo!

2 comentários:

miriam disse...

Pura verdade!!!

Muitas pessoas usam o cansaço como desculpa para a indiferença. (posso confessar que já fiz isso). Mas é primordial entendermos que como comentado nesse texto, Jesus é perfeitamente capaz de compreender nosso cansaço. E dessa maneira, nos dá uma saída quando estivermos cansados,lá em Mateus 11:28: "Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei."

Que o cansaço não nos faça ser indiferentes, mas nos leve a buscar o alívio em Cristo Jesus e nos faça prosseguir...

Alexandre Pitante disse...

Paz,

Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus continue lhe abençoando poderosamente.

Estou seguindo o vosso blog.

Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

Siga-nos também.

Fica com Deus.
Um abraço, Alexandre Pitante.

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário! Ele é um meio de você contribuir com este blog e uma avaliação muito importante pra mim.

Comentários com conteúdo ofensivo, que não estejam relacionados com o post ou que peçam parceria não serão publicados. Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados.

Fique na paz.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...